Folheto - Problemas Fundamentais (pacote com 100)

R$3,80

A partir de R$1,90 para quantidades!

Disponibilidade: Pronta entrega

Todos os progressos da humanidade, por mais maravilhosos que sejam, não trouxeram solução aos problemas fundamentais da raça humana.


Descontos: compre em quantidades!
QuantidadePreço unitárioDesconto
1 ou +R$3,800%
10 ou +R$3,4210%
20 ou +R$3,0420%
50 ou +R$2,6630%
100 ou +R$2,3937%
500 ou +R$1,9050%

Descrição do Produto

É de todo evidente que o mundo sofreu mudanças radicais depois do início do século. As modas, a linguagem, os costumes, as condições sociais transformaram-se de mil maneiras em alguns anos. Há vinte anos nós íamos ver um navio entrar no porto; agora vamos ver um avião aterrissar. Outrora achávamos extraordinárias as invenções devidas à eletricidade: o telégrafo, o telefone, o rádio; agora acha-se muito natural admirar no monitor da televisão um jogo de futebol disputado a 3.000 quilômetros de distância.

Mas todos esses progressos, por mais maravilhosos que sejam, não trouxeram solução aos problemas fundamentais da raça humana. Três destes problemas – que atormentam o homem há tantos milhares de anos quanto são os que ele tem vivido sobre a Terra – provocam ainda a sua angústia.

O pecado em primeiro lugar, continua a ser um problema insolúvel. Mudaram o rótulo da garrafa de veneno, tentaram camuflar ou melhorar a natureza perversa do homem e deram nomes suaves aos pecados – mas tudo isso continua sem êxito, o veneno é o mesmo: os homens continuam a desobedecer às leis de Deus e obtêm os mesmos resultados: a desilusão, a doença, o desespero, o inferno!

O sofrimento continua o mesmo. Quando Adão e Eva, de coração traspassado, contemplaram o cadáver de seu filho Abel, morto por Caim, seu irmão, inauguraram a longa série de criaturas humanas cujo coração seria ferido por mágoas inauditas. A dor reina no mundo inteiro – na hora que passa. Vocês acreditam, por exemplo, que as consequências mais trágicas das guerras venham inscritas nos cabeçalhos dos jornais? Não! Elas estão traçadas em letras inapagáveis nos corações dos que foram à guerra – e dos que não foram.

A morte não mudou de natureza. Os homens tentam transformar o rosto dela – os caixões fúnebres são mais luxuosos; as flores, em coroas, ramos e grinaldas, ornamentam as igrejas; o perfume do incenso flutua no ar – mas, sob qualquer aspecto que ela se apresente, é sempre um evento trágico, impiedoso, inevitável.

Esses três problemas resumem a história da alma humana; o seu passado está emporcalhado pelo pecado, o seu presente está submerso pela dor. A certeza de que a morte o espera ensombra o seu futuro. Quando uma pessoa começa a meditar nestas questões e não encontra as soluções, o desespero a invade. E então apressa-se a mudar os seus pensamentos – se for capaz...

Mas há um raio de esperança para nós. Milhões de vezes já foi feita a prova de que o Senhor Jesus pode resolver estes três problemas fundamentais. Na Palavra de Deus, a Bíblia, está registrado: “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” (Hebreus 13.8).

O termo ONTEM aplica-se ao passado, ao tempo em que Jesus andou pela Terra. HOJE designa o presente, em que Jesus está no céu. ETERNAMENTE é o futuro, época em que Jesus voltará à Terra para reinar.

Ontem” – quando ele vivia na Terra – sofreu na cruz e expiou os seus pecados. “Hoje” – em que está no céu – é o seu advogado, intercedendo a favor de todos aqueles que colocam nas mãos dele as suas causas. “Amanhã” virá como Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Muitas coisas na vida ainda vão mudar neste mundo, mas Cristo não mudará. Estamos numa época durante a qual a graça e o perdão ainda são oferecidos por Deus a tantos quanto creem no seu Filho. Todos os seus pecados podem ser apagados por Cristo. Se ele se tornar o seu Salvador, dará a vocês a solução para todos os seus problemas. Suprirá todas as suas necessidades. Ajudará vocês a levar todos os seus fardos. Irá em socorro de vocês em todas as dificuldades. Enfim, a promessa da sua segunda vinda encherá de esperança o seu coração, e o temor da morte se desvanecerá.

Peça a ele, portanto, que perdoe os seus pecados passados, que o livre das suas inquietações atuais, e que retire de você todo o receio do porvir, porque “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10.13).

Billy Graham

Informações Adicionais

Autor(es) Billy Graham
Dimensões 7,5 x 14 cm
Páginas 4
Editora Chamada
Idioma Português

Temas

Outra pessoa marcou este produto com essas tags:

Adicione suas tags

Use espaço para separar as tags. Use aspas simples (') para frases.