Folheto Surpreendido Pela Morte (Pacote com 100)

R$3,80

A partir de R$1,90 para quantidades!

Disponibilidade: Pronta entrega

Cada ser humano vai morrer algum dia. A morte é uma realidade com a qual somos confrontados diariamente através das notícias nos diversos meios de comunicação. A pergunta importante é: estamos preparados para a morte e para o que vem depois?


Descontos: compre em quantidades!
QuantidadePreço unitárioDesconto
1 ou +R$3,800%
10 ou +R$3,4210%
20 ou +R$3,0420%
50 ou +R$2,6630%
100 ou +R$2,3937%
500 ou +R$1,9050%

Descrição do Produto

Para o jogador de futebol Marc-Vivien Foe (28 anos), da Seleção Camaronesa, 26 de junho de 2003 era um dia especial em sua vida. Ele e seus companheiros iriam jogar contra a Colômbia a possibilidade de disputar a final da Copa das Confederações. Era também um dia especial para sua esposa e família, que esperavam ansiosos pelo jogo, num estádio superlotado. Naturalmente, todos esperavam pela vitória do seu time e um bom desempenho de Marc-Vivien. Ele se preparara intensivamente para o torneio e, como todos os outros jogadores, tratou de estar em excelente forma física.

O apito do juiz inicia o jogo às 13h em Lyon, França. O time de Marc-Vivien jogava bem e aos nove minutos fez um gol que garantia sua colocação na final contra a França.

Então aconteceu o inesperado. Aos 28 minutos do segundo tempo, sem nenhum motivo aparente, Marc-Vivien caiu no momento em que voltava para ajudar na marcação. Nenhum de seus adversários o havia tocado, nem mesmo um dos jogadores da sua seleção. Com os olhos virados, ele permaneceu estirado no chão! Chocados, os outros jogadores dão sinal ao departamento médico para fazer o atendimento. Foi atendido ainda no campo pelo médico do time colombiano, Hector Cruz, que tentou “reanimá-lo”. Depois disso, na beira do campo, outros médicos tentaram, sem sucesso, por mais de 40 minutos. Marc-Vivien não reagiu a nenhuma tentativa de reavivamento e morreu ali, no gramado, diante dos espectadores e das câmeras de televisão.

Que tragédia dolorosa! Sua esposa e família são obrigadas a assistir tudo sem poder fazer nada! Da mesma forma que seus colegas, que nem puderam se alegrar pela vitória e até pensaram na possibilidade de desistir da final. O então presidente da FIFA, Joseph Blatter, lamentou: “A família futebolística está abalada por este trágico acontecimento”.

A Bíblia é muito clara em relação à morte. Em Hebreus 9.27 está escrito: “... o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo...”. Cada ser humano vai morrer algum dia. A morte é uma realidade com a qual somos confrontados diariamente através das notícias nos diversos meios de comunicação. A pergunta importante é: estamos preparados para a morte e para o que vem depois? Assim como o jogador se prepara para o torneio, treinando diariamente, e cada um de nós se prepara para as exigências da vida; como tem sido em relação à morte?

Se achamos que com a morte tudo acaba, estamos enganados. Não é o “nada” que nos espera, ou uma vida em outra forma, como muitas religiões e filosofias nos querem fazer acreditar. Não, o que nos espera é o julgamento, isto quer dizer, vamos ter que prestar contas na presença de Deus sobre como reagimos em relação ao seu Filho nesta vida. Isso decidirá onde passaremos a eternidade: no céu ou no inferno. E se não quisermos acreditar e não contamos com isso, seremos surpreendidos.

Em João 3.16-17 lemos: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele”. Aqui vemos o grande amor de Deus por cada pessoa. Deus enviou seu próprio Filho, Jesus Cristo, a esta terra com o propósito de salvar o mundo. Ele quer nos salvar da perdição eterna, que é a consequência da nossa natureza pecadora.

Preparar-se para a morte significa colocar sua vida com Deus em ordem. Para isso, existe somente um caminho: aceitar a salvação que Jesus Cristo oferece através da sua morte na cruz. Em João 14.6 Jesus diz: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim”. Não deixe para mais tarde a sua decisão de onde você gostaria de passar a eternidade – com ele na glória ou longe dele na perdição eterna. Dê este passo agora, hoje, e entregue sua vida para ele. Ele receberá você com os braços abertos, perdoará toda a sua culpa e lhe dará vida eterna. Ele já o espera há tanto tempo!

Informações Adicionais

Autor(es) Markus & Ellen Steiger
Dimensões 7,5 x 14 cm
Páginas 4
Editora Chamada
Idioma Português

Temas

Adicione suas tags

Use espaço para separar as tags. Use aspas simples (') para frases.